Sinta-se em casa...

Eu quero beber a sua alma!
Sentir o seu sabor embebido em mistério...
Consumir a linguagem e
amargar a saliva no fel imaginário!

Ligue o Radio

Enquanto navega, sinta-se a vontade, ligue o rádio em sua estação preferida e curta a viagem! Adoro New Age, então escolha a sua opção!

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Te ter e não esconder - To have and not hide


Eu acordei e senti seus olhos me fitando, me olhavam com ternura querendo proteger o meu sono.
Suas mãos macias acariciaram meu rosto...
Senti-me levitar, quando percebi estava em seus braços, em aconchego e sentindo seu calor. 
Senti-me protegida em seu olhar.
Meu corpo leve, envolto em seus abraços...
Senti a eternidade invadir em suas carícias...
A minha alma leve, sente a sua ao lado fervilhar de paixão...
Nossos corpos entrelaçados respondem aos carinhos mútuos
O amor cresce em volúpia e nos surpreende levando-nos ao êxtase.
Cada segundo passado ao seu lado, é como um passo a mais na eternidade.
Me sinto embriagada pelo bem que me faz.
Me sinto completa pela paz do seu olhar, dos seus lábios, das suas mãos ...
Quero, permanecer em seu fascínio para todo o sempre!

==============================

I woke up and felt his eyes staring at me, looked at me with tenderness wanting to protect my sleep.Her soft hands stroked my face ...I was levitating when I realized he was in his arms, feeling his warmth and coziness.I felt protected in his eyes.My lightweight body, wrapped in your embrace ...I felt eternity invade in her embrace ...My soul takes, sit beside her seethe with passion ...Our bodies entwined respond to mutual affectionLove grows in pleasure and surprise us leads us to ecstasy.Every second spent by her side, as is a further step toward eternity.I feel intoxicated by the good that I do.I feel complete peace of your eyes, your lips, your hands ...I want to remain in their fascination forever!

sábado, 11 de setembro de 2010

Lançamento do Experimentânea 8


Estamos reunidos mais uma vez.
Mais um trabalho realizado com gosto, para o bel prazer dos leitores.
Espero que apreciem nossos momentos, ora de loucura, ora de muita inspiração, um pouco de tudo!
Matéria publicada hoje 11/09/2010 no Jornal Folha da Região, Caderno Vida. 




Clique na imagem para ampliá-la



Capa do Livro Experimentâne 8

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Sir Didier avait un marteau

Olha, no passado já havia visto este vídeo. E não tinha dado os devidos créditos...
Mas como é arte, tem que fazer parte dos lugares que se permitem arte.
Sir Didier, o cara é o "cara".
Um artista incondicional!
Assistam e vejam o que estou dizendo!
video
Arte pura!

quinta-feira, 29 de julho de 2010

O CLIENTE AINDA TEM RAZÃO?


Clique na imagem para ampliar


O cliente ainda tem razão?

            Eu tenho um automóvel, sim um automóvel, pois como diz certo amigo, quem tem carro é gente bacana. Carro é Audi, Mercedes, Hyunday e outros que se valham da primeira linha o meu é mesmo um Gol 93, quadradinho, polivalente e porreta.
            Meu automóvel passou diversos anos sem um codinome; depois de tanto tempo ao meu lado, indo e voltando de grandes viagens para vários lugares do estado e fora dele, tive de estalo a sensação de estar sendo guiada por um “valente corcel de quatro rodas”. Sim ele é muito aguerrido, não foge da luta e detalhe: tantos anos e nunca me deixou na mão, de maneira que não fosse contornada de forma eficaz e fácil.
            Pois sim, dia destes, como há que se esperar com tudo o que é antigo e usado, uma das maçanetas que fazem levantar e descer os vidros quebrou. Assim, começou minha maratona atrás de uma peça, pois algumas só se encontram em sucatas, ferros velhos. Pois bem, girei Araçatuba atrás do que precisava e não consegui encontrar uma a altura do meu Valente, mas como não podemos ficar sem o item neste calor horrendo da cidade da Terra do Boi, parei em uma destas lojas que vendem acessórios alternativos para autos, em uma grande avenida da cidade e adquiri um produto para poder substituir, em funcionalidade o quebrado.
 Já havia me conformado com a substituição do item, que de aparência não se assemelhava ao que foi substituído, mas por incrível que pareça três dias após a troca, ao chegar em casa fui subir o vidro, dei duas rodadas e “tec” olha lá a maçaneta em minhas mãos. Eu pensei, pensei, pensei mais uma vez. Não tive dúvida “meu dinheiro não é capim”, retornei ao local e mostrei à atendente do balcão a peça. Ela olhou, olhou e falou:
 - Hummm, quebrou? A máquina do seu vidro está boa e deslizando fácil? Disse que sim. (Ah, detalhe dessa vez quebrou o item da porta do motorista o problema anterior foi da porta do passageiro.) Ela pegou outra peça fechada em um invólucro plástico colocou em cima do balcão e falou assim:
-Leva esta e vá a algum lugar para que alguém coloque pra você!
Agora eu pergunto:
- Só com essa resposta, devo voltar a este local para adquirir qualquer outro produto?
Tenho certeza de que qualquer um que possua um mínimo de discernimento vai dizer que não. Todos sabem a minha resposta antecipada, não preciso ser explícita.
Cheguei à porta de casa, e parafusei a maçaneta no lugar; detalhe: as duas, porque a outra já havia caído há alguns dias. Não preciso da delicadeza de ninguém para fazer algo tão simples; seria obrigação do lojista ser cortês com seu público, mas tudo bem, estava ao meu alcance fazê-lo.
Nestas andanças pelo comércio e analisando pelo termo globalização, eu vejo cada vez mais os funcionários de vários locais se afastando do consumidor, dando razão para que um boca-a-boca negativo, (que mobiliza 90% dos interlocutores), se instale podendo assim destituir qualquer entidade de suas atividades. E as pessoas não criam consciência de que o velho jargão ainda está em alta:
O cliente ainda tem razão!

Elaine Alencar – (Membro do GE da Academia Araçatubense de Letras)

Texto publicado na edição de quarta-feira 28/07/2009, na Folha da Região 

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

PARTE III

Aula Show: José Miguel Wisnik, Arthur Nestrovski e Paula Morelenbaum.
Casa de Cultura Laura Alvim, Rio de Janeiro, 4 agosto 2008.

CANÇÕES,SONETOS E BALADAS

PARTE II

Aula Show "Palavra e música"
Assista a Aula Show "Palavra e música" com José Miguel Wisnik, Paula Morelenbaum e Arthur Nestrovski

A MULHER QUE PASSA

COISAS RARAS E LINDAS...

Aula Show "Palavra e música"
Assista a Aula Show "Palavra e música" com José Miguel Wisnik, Paula Morelenbaum e Arthur Nestrovski


O COMEÇO: ORFEU